domingo, 21 de junho de 2009

A Cristina voltou a brindar-me com uma imerecida prenda, nomeadamente o Prémio Lemniscata ("Lemniscato: ornado de fitas Do grego Lemniskos, do latim, Lemniscu: fita que pendia das coroas de louro destinadas aos vencedores", In Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora), o qual teve aqui o seu ponto de partida, onde poderão ter uma descrição mais aprofundada dos objectivos desta distinção.
Resta-me passar a batata quente... perdão doce a sete felizes contemplados e cumprir a segunda incumbência curiosa de dizer o que significa para mim ser um homo sapiens. Desta última já me livrei reclamando a minha costela religiosa-mística-criacionista de negar a existência desse augusto hominídeo (acredito mais naqueles que o antecederam, tipo o homo erectus, habilis, australopiteco, etc....) e clamar por Adão e Eva e duvidar da utilidade mas nunca do prazer da mordida na maçã...

Vamos então aos sete felizes contemplados, por ordem alfabética:

5 comentários:

Diogo disse...

Obrigado Pedro. Não sei se merecido, mas a consideração é recíproca como verás.
Abraço.

Pedro disse...

Diogo

Não tens nada que agradecer, pois é merecidíssimo, sim senhor. Aproveitemos enquanto nos deixam bloggar...

Ana disse...

Ó Pedro, és um querido!

Desta estava bem longe, até porque estou em falta com o último blogger que me distinguiu e não é por desleixo.
Mas a saúde da minha cara-metade tem andado demasiado em baixo e às vezes é com certo esforço que persisto em continuar a postar como se nada fosse.
Algumas coisas acabam por ficar para trás e só espero que me desculpem as ausências.

Fico muito reconhecida com mais esta e vou tentar, para a semana, dar seguimento à incumbência.

Beijinho

Pedro disse...

Ana


Não tens de agradecer. Claro que estas incumbências dão que fazer e por isso por vezes evitamo-las, como já me tem acontecido. De qualquer forma, só queria que tomasses conhecimento do prémio para juntares aos outros que tens na tua vasta e merecida colecção.
O mais importante de tudo agora será a saúde da tua cara-metade, a quem desejo rápidas melhoras.

Hernani Caroço disse...

congratulo os meus colegas de ofício distinguidos com tamanha graciosidade e congratulo seu autor.
tenho pena de nao cuidar das visões sobre o quotidiano como merecia, deve tar cheio de ervas daninhas coitado. mas este cafe da insonia tem viço e frescura e conto continuar a acompanha-lo
sardinhas frescas para ti primão!