segunda-feira, 28 de maio de 2007

Nem tudo está perdido, afinal... II

Nessa altura eu acolhi entusiasticamente o que Lucas Pires representava. O meu afastamento em relação a ele dá-se na noite em que Cavaco foi eleito presidente do PSD. Telefonei a um membro da directiva e disse que era um erro se não entendessem que nesse dia tinha mudado tudo. O CDS devia saudar a eleição de Cavaco Silva e fazer com ele uma aliança. Eles não estiveram de acordo.

Mas, afinal, que liberal era este? Que conservador era este? Quem o pode acusar de falta de coerência? O homem, já naquela altura – apesar dos ares "revigorantes" de Ofir e, quiçá, Moledo – queria coligar-se com um dos "pais" do Estado-Providência português!



6 comentários:

Sininho disse...

O mundo pula e avança...

cristina ribeiro disse...

É o "golpe de misericórdia",a descrença.

Pedro disse...

Sininho
Sinceramente não me estou a recordar do resto do poema, mas como eu duvido de pedras filosofais... (pelo contrário, já vi chover algumas daquelas que doem...)

Cristina
É como eu digo: nem tudo está perdido... Quanto mais nãos eja dá para a gente se rir...

Sérgio Aires disse...

Humm, Estado-Providência... humm, Estado-Providência... humm, Estado-Providência... humm... Onde? Quando? Como?

Pequena Papoila disse...

"...Mas, afinal, que liberal era este? Que conservador era este? Quem o pode acusar de falta de coerência? O homem, já naquela altura – apesar dos ares "revigorantes" de Ofir e, quiçá, Moledo – queria coligar-se com um dos "pais" do Estado-Providência português!"

Pois está tudo dito quanto ao Sr. Dr. Nobre Guedes - Pedro! Só queria acrescentar que este Sr. naquela altura era lá liberal! ;) Seria quando muito, somente Democrata Cristão... :))

Agora quanto a Ofir e a Moledo, principalmente esta última estância balnear, traz-me muito boas recordações... e mais não digo, porque são sítios muito pitorescos (entre outros deste País, que tem um litoral magnifico, embora por vezes maltratado) para umas escapadelas - lá isso são!

Pedro disse...

Sérgio
Realmente, acho que temos mais Estado que providência. A providência é mais para os que andam pelas bandas do Estado...

Áurea
Tem muito bom gosto, como já tinha constatado.