sábado, 3 de março de 2007

Verdade inconveniente...

In Blasfémias (post de Rui)

E a OPA da PT falhou. Belmiro e Paulo, dois saloios endinheirados do Norte, queriam transformar o mostrengo numa empresa moderna. Foram recebidos em Lisboa pela fina flor da nossa aristocracia financeira, que lhes explicou o que eles não têm capacidade para compreender: que o mercado, que aquelas altas personalidades fastidiosamente representam, não quer saber das suas intenções. Eles que regressem às berças a que pertencem, donde nunca deviam ter saído, e que deixem em paz as pessoas de bem.

7 comentários:

Sininho disse...

Esta não vou comentar, por um lado, porque estas negociatas me passam ao lado, por outro porque me recuso a entrar em "guerras bairristas"...
Capice?

Pedro disse...

Sininho
Não me parece haver guerra alguma, seja ela bairrista ou de outra natureza. A situação em questão tem que ver com poderes instalados, e como tal, impõe-se de facto a questão da centralização do país - e respectivos detentores de poderes - caricaturada pelo Rui (Blasfémias). Não estão em causa cidades, regiões, bairros, povos, etc. Mas sim políticas.

Pedro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pequena papoila disse...

Existe uma grande guerra de interesses: da parte de Ricardo Salgado, CGD e doutros Poderes Instalados - assim como tachos, de muitos que lá trabalham e ocupam cargos de grande relevo, ou nem tanto!
Quanto ao Belmiro, veio da média-baixa burguesia e fez-se a pulso com muito sentido de oportunidade, porém Paulo - o filho - esse, já nasceu em berço de ouro, com tudo a que o filho de um homem que emergiu e está no topo (tem direito)! No entanto em relação ao Henrique Granadeiro, pelo que se consta, as origens dele são de pastores alentejanos: portanto, de classe bastante humilde, todavia no meio desta polémica toda, ele será apenas, e se calhar, um "peão de brega" ou um "testa de ferro"... Digo eu...

Áurea

Pedro disse...

Pois, Áurea, e esses tachos e poderes instalados é o utente que paga na factura do telefone... E a PT continua a ser a operadora mais cara da Europa.

pequena papoila disse...

Eu não pago de certeza, porque mudei para a NOVIS.
Mas concordo que a PT terá de levar uma grande volta, - mesmo com a aniquilação da OPA, (por agora) pois terá de se abrir mais à concorrência (então... não estamos numa economia de mercado?) e deixar de cobrar a famigerada taxa, que diga-se, é uma forma de ir deliberadamente à carteira dos consumidores... e que para eles (PT) tem sido de uma grande mais-valia, não deixando o mercado fluir, com uma concorrência saudável, sendo muito censurável este tipo de conduta!

Áurea

Pedro disse...

Olha, Áurea, eu estou com a TV Tel e até agora é das poucas empresas de comunicação portuenses que conheço que é um caso de sucesso, apesar de algumas falhas. Mas isto somos nós que vivemos no Porto e Lisboa e temos estas alternativas. Basta viver em pontos um pouco mais periféricos para não haver outra escolha que não a PT e eles (ainda) aproveitam-se disso.