sexta-feira, 16 de março de 2007

Não há-de tardar muito por cá...

LEY DE IGUALDAD, MAS INTERVENCIÓN Y MENOS LIBERTAD DICTADA POR UN PRESIDENTE FEMINISTA

Una nueva ley intervencionista, coercitiva de las libertades individuales y de empresa, injusta y que finalmente desprecia a las mujeres.
Ver mais aqui

1 comentário:

pequena papoila disse...

Mas que grande contradição!
Para um presidente feminista... quer-se e deseja-se liberdade, igualdade e intervenção (só quando ela for de todo... necessária).

Áurea