quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

Quem diria, tanta gente a ler jornais parciais!


6 comentários:

Sininho disse...

Eu tambem leio a edição online e estou nos 70%...
Se formos para o Público, se calhar ainda é pior...
Acho é que um boletim da Câmara não deverá servir, exactamente, para exercícios desta estirpe.

Pedro disse...

Ora aí está, como diria o outro, "a questão essencial".

pequena papoila disse...

"Quem diria, tanta gente a ler jornais parciais!"...

...E, blogues parciais também - muito em especial "O Parcial", não é Pedro (?!) :)))

E, eis a questão... ser ou não ser "parcial"... É, e será um grande dilema, que pode ou poderá levar a uma crise existencial! ;)


Áurea

Pedro disse...

Essa crise existencial não me afecta, Áurea, pois nunca tive pretensões à imparcialidade, quando muito posso procurar ser o mais isento possível a analisar um facto ou argumento. Precisamente por isso, penso que essa imparcialidade que a câmara do Porto pretende da imprensa local é algo utópico e impróprio para um boletim municipal, como bem notou a Sininho. Aliás todos sabemos que aos blogues e, mesmo, à imprensa não se pede muito a imparcialidade, pois é uma pretensão que se descamba na hipocrisia e na autocensura que coarcta a inteligência e o espírito crítico.

pequena papoila disse...

Pedro, eu só estava a ser um pouco irónica, até porque a comunicação social seja falada ou escrita, é sempre mais ou menos parcial, quase sempre nunca são objectivos e isentos, porém muitas vezes serão omissos, e manipuladores da opinião pública por interesses escusos - políticos e monetários!

Áurea

Pedro disse...

E como sempre esteve muito bem, Áurea. Eu é que me custa muitas vezes a entender certas atitudes do Rui Rio, o qual em muitos aspectos eu apoio, mas noutros, dá a impressão de gostar de criar problemazinhos e questões de chacha como esta, usando meios que são da câmara, logo de todos os munícipes.