terça-feira, 23 de janeiro de 2007

In SIC online
Presidente de Israel formalmente acusado
Moshe Katsav enfrenta acusação de violação e assédio sexual


Onde poderia desenvolver-se semelhante processo - uma das autoridades máximas de um país ser acusada abertamente e formalmente seja do que for - senão numa ditadura? Os vizinhos árabes devem estar chocados com semelhante atrocidade! Lá tal coisa seria impossível de ocorrer, nem "assédio sexual" deve fazer parte de seu vocabulário. (digo apenas do vocabulário...).
Já agora no meio de tanto assédio e tanto processo e ataque ao poder executivo ninguém se lembra, em Israel, de falar no famigerado "apartheid"? Sugiro que se envie para lá a dra. Ana Gomes, acompanhada de seus parceiros do BE e do PC, para averiguar a situação. Pode ser que seus camaradas do Hamas e/ou das Fatah precisem de mais homens/mulheres-bomba...

5 comentários:

pequena papoila disse...

Mas isso é muito grave, gravíssimo - violação e assédio sexual, vindo de um sexagenário! Será que ele toma o comprimidinho azul?! :)))
Bem, se fosse mais jovem, diria que teria excesso de testosterona, e por isso, não conseguiria controlar os impulsos sexuais quando visse um rabo de saia, mas assim... tenho as minhas dúvidas! E além disso, estas questões acontecem por todo o lado: por lá, e por cá também, atravessa todas as culturas, civilizações e classes sociais, e certamente existem mulheres também muito atiradiças; não digo que violem os homens... embora não haja regra sem excepção; mas lá que praticam assédio sexual e outros, lá isso há, sem dúvida... :))))

Áurea Ponte

Sininho disse...

Essa maravilhosa ideia da Ana Gomes, feita mulher-bomba, nunca me tinha ocorrido.
Mas, a partir daqui, de cada vez que os telejornais a trouxerem a minha casa, vou olhar para ela e imaginá-la com o cinto mágico.
A julgar pelo processo Casa Pia, estamos mesmo a ver um primeiro ministro (já nem falo de um presidente!) cá da terra, ser, sequer, indiciado, num processo semelhante...

Pedro disse...

Áurea, eu não sei bem o que o homem toma. Lá e cá, é verdade, acontecem coisas do género. O que eu duvido é que por cá as coisas fossem tratadas com o mesmo desassombro, rapidez e clareza. E é engraçado que, como muito bem a Áurea deve saber, muita gente de cá trata Israel como se de um estado-pária ou ditatorial se tratasse.

Sininho
Ai que tu és mesmo muito má para a nossa Anita de Portugal! Ela, com aquele temperamento impetuoso, nem cinto de segurança deve pôr no carro, quanto mais o outro... Os nosso ministros, casos destes?? Nem penses!!! Isto é uma democracia perfeita! Até temos os nossos PGRs a receber a Ana Gomes, se calhar no intervalo do inquérito à Carolina Salgado...

pequena papoila disse...

Neste caso, estou em sintonia com o Pedro: A Justiça anda muito mal em Portugal, aliás, poderemos até enumerar vários exemplos onde a justiça não funciona; o tráfico de influências e a corrupção são de uma enorme relevância... entre outras prevaricações! Vou acreditar, que um dia, esta situação se modifique, e se faça verdadeira e equitativa justiça; sendo esta olhada pelos cidadãos com toda a elevação e dignidade que merece, num Estado que se quer democrático, na verdadeira acepção da palavra!
Quanto a Israel, tenho a maior simpatia e admiração por esse Estado e pelo seu povo, que sofreu perseguições religiosas, políticas e étnicas, tendo sido massacrado ao longo dos séculos, não obstante, todas as vicissitudes por que passou e ainda passa, tem mostrado inteligência, determinação e capacidade em subverter as situações mais adversas... em situações positivas!
Já agora aproveito, para dar os parabéns à Sininho pelo seu grande sentido de humor - inteligente, diga-se, e que me fez sorrir e rir! :))) E para o Pedro, não ficar ciumento... também penso o mesmo de si - e, é com toda a sinceridade que o digo! ;)
Porque sorrir é fundamental, mesmo quando as questões têm algo de dramático!

Áurea

Pedro disse...

Ainda bem que a Áurea me diz que pensa o mesmo de mim, pois já estava realmente a ficar com ciúmes! Ai, ai, ai!
Num mundo destes, se não nos rirmos Áurea acabamos é por ficar meios birutas! Por isso haja saúdinha e boa disposição para irmos cantando nosso fadinho lusitano! :::)))))