quarta-feira, 19 de maio de 2010

A poltrona do economista ou de como exigimos 30% dos rendimentos de Mr. Krugman

É muito fácil ditar a austeridade... para os outros.


2 comentários:

atento disse...

Tens razão.
Mas os sacrifícios que são pedidos para travar as asneiras não ficam por aqui.

Pedro disse...

Pois, que fazer, Atento?
E quem faz as asneiras raramente tem de aborrecer-se muito no assumir de responsabilidades. Eles fazem as asneiras, nós pagamos. Ainda ontem em entevista, o PM continua imperturbável na estupidez da política de despesa pública.