domingo, 18 de março de 2007

Pelo menos nisto estamos de acordo...

In Diário Digital

Sócrates: Nunca um Governo deixou tantas marcas de esquerda

O secretário-geral do PS, José Sócrates, afirmou hoje que nunca antes um governo e uma maioria socialista deixou tantas marcas de esquerda em Portugal como o seu, dando como exemplos as leis da paridade e do aborto.


Ver mais aqui

3 comentários:

pequena papoila disse...

Sócrates: Nunca um Governo deixou tantas marcas de esquerda

Eia! São tantas, mas tantas, as marcas deixadas... de esquerda, que eu, como sou um pouco lerda e cegueta, não as consigo descortinar! :))))))))

Ah, e quero esclarecer, que não sou de esquerda nem de centro-esquerda, mas liberal e por uma economia de mercado e de livre concorrência, porém progressista nas liberdades e direitos fundamentais do Ser Humano; da preservação da Natureza e de todos os seres que fazem parte dela.

Áurea

Sininho disse...

Marcas de esquerda.
Pois.
Eu também sou muito mentirosa.

Pedro disse...

Áurea e Sininho

Acho que o Sócrates acaba por ter razão, pelo menos nos exemplos que dá. Fora isso também podemos falar num estado fiscalista, controlador, centralizador, e cujas reformas na função pública ainda não passaram de um bluff! Ora tudo isto é típico da esquerda ou do centro-esquerda, se bem que infelizmente a direita já tenha dado exemplos semelhantes.